Secretaria do Meio Ambiente de Itaí promove palestra de conscientização aos alunos da Escola João Michelin

Secretaria do Meio Ambiente de Itaí promove palestra de conscientização aos alunos da Escola João Michelin

Nesta terça-feira, 28 de Novembro, o secretário de Meio Ambiente de Itaí Gui Gallego realizou palestra aos alunos da Escola Estadual João Michelin.

Esta palestra teve como objetivo primordial conscientizar os alunos sobre a importância da reciclagem de resíduos sólidos e o descarte correto do lixo.

O secretário explicou com muita propriedade como devemos descartar o lixo de forma responsável e correto, jamais jogar lixo em vias públicas, nas praças ou em terrenos, pois além de deixar a cidade feia e suja, contamina a água dos rios, lagos e a represa. “O descarte dos resíduos tem que ser de forma separada, diferenciando o lixo pela sua constituição ou composição, sendo sua forma mais simples dividida em lixo úmido (orgânico) ou lixo seco (inorgânico)”, destacou o secretário Gui Gallego.

Qual a importância da coleta seletiva?

A coleta seletiva influencia de modo direto na hora da reciclagem, devido ao fato de que cada resíduo tem sua maneira correta de ser reaproveitado. Caso os resíduos estejam misturados, a reciclagem torna-se um processo muito caro, e até mesmo inviável em alguns casos, já que na maioria das vezes a triagem é feita pelos colaboradores das empresas.

Como realizar a coleta seletiva?

A coleta seletiva pode ser feita de forma bem básica, em sua residência. Basta separar o lixo orgânico do lixo seco.

O que é lixo orgânico (úmido)? E lixo inorgânico (seco)?

Lixo orgânico é todo e qualquer material que provenha de origem animal ou vegetal, ou seja, todo resíduo que venha a compostar é classificado como orgânico. Exemplos são: restos de alimentos, borra de café, ossos, entre outros.

Já lixo inorgânico é todo material proveniente de origem industrial, como plásticos, vidro, metal, ou seja, todo material que não seja deteriorado por agentes decompositores.

A importância ambiental é a de maior impacto, já que a reutilização dos materiais inorgânicos, que representam 40% do lixo doméstico, acarreta em uma menor utilização de aterros sanitários, além de proporcionar uma redução significativa na poluição do Meio Ambiente.